• Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube

© 2017 by Thiago Matheus, Brasília. Proudly created with Wix.com

Please reload

Please reload

Please reload

Decifrando o rótulo de um vinho da Borgonha

Uma das coisas mais bacanas quando você experimenta um vinho da Borgonha é a partir das informações contidas no rótulo saber qual foi o lugar exato no qual as uvas que produziram o vinho estavam plantadas.

Sei que é coisa de nerd, 😝 mas acho muito fera saber, por exemplo, que as uvas Pinot Noir que fizeram este grande vinho foram plantadas na Cote D’Or na Borgonha, em uma subregião conhecida como Côte de Nuit, na comuna chamada Fixin. Digo mais, dá para até para saber onde fica o pequeno vinhedo Clos Napoléon, um Premier Cru de 1,83 hectare.

 

Ao provar o vinho, ele estava super aromático, com nuances de morangos e cerejas frescas, um toque floral e apresentando aquele aspecto terroso muito comum de se encontrar nos grandes Borgonha. Seu corpo era médio, com taninos presentes, mas bem comportados e uma acidez incrível.

Comprei esse vinho em uma viagem à França e ao pensar que paguei menos de 30 euros nele fico chocado 😮 com os preços praticados no Brasil.

Os vinhos do Domaine Pierre Gelin antes eram trazidos para o Brasil pela  Mistral Vinhos. Mas pesquisei hoje e não encontrei no site deles. Esse é um dos principais produtores de Fixin, essa pequena subregião da Borgonha. Inclusive, os vinhos dessa denominação de origem são uma ótima dica para quem quer experimentar um bom Borgonha sem ter que hipotecar a casa.😂

Vocês já experimentaram um vinho da Borgonha? E aí o que vocês acharam?

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ARQUIVO
POSTS RECENTES
TAGS
CATEGORIAS
Please reload

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon