• Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube

© 2017 by Thiago Matheus, Brasília. Proudly created with Wix.com

Please reload

Please reload

Please reload

Você é um ENOCHATO?

O que são os enochatos? Como são? Onde vivem? Mais tarde, no Globo Reporter...rsrs. Brincadeiras à parte, você já ouviu essa expressão antes? Talvez não, mas com certeza já conheceu algum.

 

E o que faz uma pessoa ser vista como enochata? É muito comum, nós que somos apaixonados por vinho, pegarmos algumas manias, trejeitos e até mesmo realizarmos rituais ao beber uma taça de vinho. Quando estamos em um ambiente, como uma degustação técnica ou um jantar harmonizado essas coisas podem até passar de forma desapercebida, apesar de o chato sendo “eno” ou não sempre se destaca no meio da multidão. Agora, se estamos em um happy hour com o pessoal do trabalho ou uma festa da família, é bem comum percebermos aquela pessoa que quer se mostrar o grande entendedor de vinhos, muitas vezes sendo até incoveniente.

 

Vou lhes contar uma história verídica a que presenciei outro dia quando estava almoçando em um restaurante da cidade e que reflete bem como os enochatos são visto pelas pessoas. Na mesa ao lado da minha, alguns jovens com idade entre 20 e 30 anos estavam em uma confraternização que imaginei ser do trabalho. Eles estavam almoçando e bebendo alguns vinhos, e foi aí que ouvi um deles comentando:

 

“Cara, uma vez estava bebendo um vinho em uma festa, aí chegou um cara e perguntou o que eu tinha achado. Respondi que tinha gostado do vinho. Aí o cara chegou cheio de pompa rodou o vinho na taça e o cheirou, depois disse que ele tinha achado aquele vinho honesto, sincero e despretensioso. Pô, cara .... quando ouvi aquilo, na hora pensei, – Acho que não deveria beber esse vinho, e sim ser amigo dele! Kkkkk”

 

Depois da história os amigos começaram a rir e caçoar do tal “cheirador de vinho”.

 

Com certeza, muitos de vocês já passaram por situações parecidas. E essas pessoas além de serem ridicularizadas, acabam fazendo um desserviço para a propagação da cultura do vinho. Pois acabam criando a imagem de que para que você seja um apreciador da bebida, tem que se tornar um deles. Sei que muitas vezes quem faz isso acaba nem percebendo. Se brincar, eu mesmo já posso ter passado por enochato para algumas pessoas, e para que isso não aconteça com vocês, vou deixar aqui cinco dicas que podem te ajudar. 

 

1) Se você está bebendo um vinhozinho com amigos, evite ficar descrevendo o vinho como se estivesse numa degustação técnica. Barzinhos, reuniões com os amigos, jantares informais são ocasiões descontraídas. Fique tranquilo...se você tiver interesse, existem ocasiões em que você pode por em prática seus conhecimentos sobre vinhos como confrarias, cursos e degustações.

 

2) Cuidado com a crítica ao vinho escolhido ou trazido por outra pessoa. Mesmo que você não goste daquele vinho, ele pode ser o preferido do seu amigo. Então, ao invés de detonar o vinho, apenas diga que não é o seu estilo. Lembre que vinho bom é aquele que mais agrada as pessoas.

 

3) Quando estiver no restaurante só peça para trocar o vinho se tiver certeza que ele está estragado, por exemplo, oxidado (avinagrado) ou com bouchoné (aroma de papelão molhado). Antes de pedir a troca, consulte o sommelier porque as vezes o vinho apenas tem características diferentes das que você esperava.

 

4) No serviço de vinho, prove-o rapidamente. Não é necessário ficar meia hora agitando e cheirando o copo.

 

5) Pelo de cavalo, folhas úmidas, xixi de gato... Essas são características que qualquer um pode perceber nos vinhos, certo? Não. Portanto, evite essas expressões.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ARQUIVO
POSTS RECENTES
TAGS
CATEGORIAS
Please reload

  • Instagram Social Icon